escuridão

no escurinho estudando filosofia da linguagem. faço algumas pausas furtivas pra sessões de conscious breathing com os golfinhos. a ver se meu cérebro não derrete ou evapora. mas fico feliz por conseguir compreender coisas assim:

The block to my vision of the other is not the other’s body but my incapacity or unwillingness to interpret or to judge it accurately, to draw the right connections. The suggestion is: I suffer a kind of blindness, but I avoid the issue by projecting this darkness upon the other.

(stanley clavell, the claim of reason – wittgenstein, skepticism, morality, and tragedy)

 

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s